31 de jul de 2009

Pessoas extras no campo de jogo


Qualquer pessoa não indicada na lista da equipe como um jogador, substituto ou funcionário da equipe é considerado um agente externo.

Podemos seguir como exemplo um jogador que foi expulso, a partir do momento da sua expulsão ele passa a ser um agente externo. Se ao sair do solo sagrado (campo de jogo - regra 01) o mesmo decide retornar ao campo de jogo, o árbitro (regra 05) deve paralisar o jogo, ainda que não de imediato se este não interfere, o árbitro deve solicitar sua imediata saída do campo de jogo e de seus arredores e a partida será reiniciada com bola ao chão (regra 08) no lugar onde a bola se encontrada quando a partida foi paralisada*.

Se um funcionário da equipe entra no campo de jogo, o árbitro deve paralisar o jogo (ainda que não imediatamente se o funcionário da equipe não interfere no jogo ou se uma vantagem pode ser aplicada), o árbitro deve solicitar sua imediata saída do campo de jogo e, seu comportamento é irresponsável, o árbitro deve expulsá-lo do campo de jogo e de seus arredores. Se a partida foi paralisada por este motivo ela será reiniciada com bola ao chão no lugar onde a bola se encontrava quando a partida foi paralisada*

Se um jogador que se encontra fora do campo de jogo, para colocar em ordem ou retirar um equipamento (regra 04), para ser tratado de uma lesão ou sangramento, porque tem sangue em seu uniforme ou por qualquer outra razão, com a permissão do árbitro, e retornar ao campo de jogo sem a permissão do árbitro, a partida se paralisada (ainda que não imediatamente se o jogador não interfere no jogo ou se uma vantagem pode ser aplicada) o árbitro advertirá o jogador por entrar no campo de jogo sem permissão e ordenará que saia do campo e a partida será reiniciada com um tiro livre indireto a favor da equipe adversária do lugar onde a bola se encontrava quando o jogo foi paralisado*, se não há nenhuma outra infração de acordo com a Regra 12 – (faltas e incorreções).

Se um jogador acidentalmente cruza uma das linhas demarcatórias do campo de jogo, não se considera que ele cometeu uma infração. O ato de sair do campo de jogo pode ser considerado parte de um movimento de jogo.

Se um substituto ou um jogador substituído entra no campo de jogo sem permissão, o árbitro deve paralisar o jogo (não imediatamente se o jogador em questão não interfere no jogo ou se uma vantagem pode ser aplicada) e este o jogador será advertido com cartão amarelo por conduta antiesportiva e deixará o campo de jogo, Se o árbitro paralisa o jogo, esse deve ser reiniciado com um tiro livre indireto a favor da equipe adversária do lugar onde a bola se encontrava quando o jogo foi paralisado*.

Se um Gol foi marcado com uma pessoa extra dentro do campo de jogo, o árbitro percebe, antes de reiniciar o jogo, deve anular o gol se a pessoa extra é um agente externo e interferiu no jogo. Agora se esta pessoa extra é um jogador, um substituto, um jogador substituído ou funcionário da equipe que marcou o gol o árbitro deve validar o gol se a pessoa não interferiu no jogo. O gol será valido se a pessoa extra é da equipe que sofreu o gol.

* Circunstâncias especiais – regra 08: Uma bola ao chão para reiniciar a partida, depois que o jogo foi temporariamente paralisado, dentro da área de meta, é executada na linha da área de meta paralela à linha de meta, no ponto mais próximo do lugar onde se encontrava a bola quando o jogo foi paralisado.

Nenhum comentário: