10 de jul de 2009

Tópico de uma boa arbitragem

A arbitragem de futebol exige uma postura única daqueles que fazem dela uma profissão. Esta postura pode ser definida por alguns tópicos.

Um deles sem duvida e o fator de se comunicar. Um bom nível de comunicação com todos os envolvidos numa partida de futebol, sem se preocupar em ganhar um concurso de popularidade e ao mesmo tempo não fazendo “inimigos” com palavras de cunho forte e autoritária, eleva a eficácia desta comunicação a uma maior cooperação dos jogadores e treinadores, e reduzindo muito o questionamento das decisões tomadas pelo árbitro.

O árbitro deve tratar todos de uma maneira franca, sendo gentil e demonstrando seu respeito, deve também manter uma distância adequada dos jogadores, e assim eliminando qualquer dúvida sobre sua neutralidade da sua posição. Ouvir queixas, não é um ato fraqueza, porém não deve permitir que as mesmas venham atrapalhar o bom andamento da partida.

A consistência de uma arbitragem resulta no bom desempenho do árbitro. Aplicar a regra de forma diferente em circunstâncias idênticas ou semelhantes provocará a ira de todos, e suas decisões passará ser constantemente criticada. Esta inconsistência é perigosa, pois se antes havia qualquer dúvida sobre a qualidade e a competência do árbitro agora ela passa ser real.

Há “casos que o árbitro tenta se redimir de um erro cometendo outro, ou seja, tenta aplicar a regra da compensação”, isso gera insatisfação e um senso de injustiça, e, sempre a partida não termina bem, colocando a honestidade da equipe de arbitragem sob suspeita, pois ao perdedor só restou aborrecimento e frustração pela má atuação do árbitro.

A capacidade de tomar decisões eleva a postura do árbitro. As decisões têm que ocorrer simultaneamente ao lance ou mais rápido possível. São permitidos alguns segundos para que possa tomá-la, porém se este tempo se prolonga pode dar uma sensação de dúvida. Para uma boa arbitragem é imprescindível uma decisão clara e rápida, mostrando que sua decisão foi acertada e assim inibe qualquer tipo de reclamação.

O equilíbrio é um tópico muito importância para uma boa arbitragem. Os acontecimentos que ocorre durante uma partida mudam rapidamente, as emoções dos jogadores, treinadores e principalmente dos torcedores aumentam ao passar dos minutos, e a frente disso árbitro tem que se manter tranqüilo e equilibrado.

O árbitro estará sempre sob pressão, e sua capacidade de relaxamento será colocada à prova antes, durante e após a partida, a responsabilidade de aplicar a regra mais corretamente possível, permite a ele não ter o medo de errar, pois o erro faz parte de sua natureza humana.

Nota 1: Este texto foi baseado no livro, Psicologia no futebol, de Weinberg & Richardson (l99l).

Nenhum comentário: