27 de set de 2010

Concentração na Panela de Pressão

A capacidade de concentração é fundamental para exercer a nobre função de árbitro (regra 05) ou de árbitro assistente (regra 06) de futebol. A concentração é a capacidade de ter em mente apenas um único pensamento, é ter a atenção voltada para um único objetivo.

A concentração é algo muito complexo, principalmente dentro do universo da arbitragem, pois esta capacidade será colocada em prova dentro de um ambiente nada favorável, o solo sagrado (regra 01 - campo de jogo), cercado pela arquibancada tomada por torcedores apaixonados, tendo o olho frio da câmera de televisão como vigia e a pressão dos comentarias de plantão, dos jogadores leigos em relação às regras e dos cartolas que vê a equipe de arbitragem como uma pedra no calcanhar do desempenho do seu time no campeonato.

Imagine o coeficiente de concentração que arbitragem terá que obter dentro desta verdadeira panela de pressão preste a explodir. O barulho enlouquecedor dos torcedores, gritando elogios nada apropriados, querendo sim o couro do árbitro e dos seus assistentes. Os berros dos treinadores na beira do solo sagrado contestando de tudo que é marcado contra seu time. Os gestos de desaprovação dos jogadores nas marcações de falta (regra 12) e dos medíocres comentários feitos pelos comentaristas que chegam aos ouvidos dos torcedores através do velho e bom radinho de pilha, inflamando ainda mais esta massa instável de emoção.

Este coeficiente de concentração só poderá ser obtido através de muito trabalho e dedicação a nobre função. A leitura de publicações, bem como a consulta a profissionais relacionados a esta área é sinônima de atualização de conhecimento, que será reflexo de uma boa arbitragem.

A concentração para arbitragem de futebol é eliminar todos os fatores malignos e focar na tarefa que se têm mãos – a partida de futebol.

Por Valter Ferreira Mariano
Foto: depoisdolance.files.wordpress.com

Nenhum comentário: