21 de jul de 2011

Bola ao chão – reinicio de partida

Vamos falar sobre uma das formas de reinicio de partida, o bola ao chão.

Hoje com a atualização da Carta Magna do Futebol (livro de regras), a bola ao chão pode ser encontrada no texto da regra 08 – inicio e reinicio de jogo e na regra 12 – faltas e incorreções.
O texto diz que qualquer jogador poderá disputar o bola ao chão, inclusive o goleiro, não há um número mínimo ou máximo de jogadores (regra 03) que possam disputar o bola ao chão.
Sendo assim o árbitro (regra 05) não poderá decidir quem e quantos jogadores poderão participar desta forma de reinicio de partida.
Procedimento
Para realizar o bola ao chão o árbitro deixará cair à bola no local onde a mesma se encontrava quando o jogo foi paralisado. Porém se jogo foi paralisado com a bola (regra 02) dentro da área de meta (pequena área); neste caso, o árbitro deixará cair à bola ao chão na linha da área de meta paralela à linha de meta, no ponto mais próximo do local onde a bola se encontrava quando o jogo foi paralisado.
O jogo será considerado reiniciado quando a bola tocar no solo sagrado (campo de jogo – regra 01)
Infrações / Sanções
O procedimento de bola ao chão será repetido:
• se a bola for tocada por um jogador antes de tocar no solo;
• se a bola sair do campo de jogo depois de tocar no solo, sem ter sido tocada por um jogador.
Observando o texto acima podemos afirma que não é errado executar um bola ao chão somente com um jogador, e de preferencia com o jogador da equipe que estava com a posse da bola no momento da paralisação.
Seria uma forma mais justa de observar o Fair Play (jogo limpo) e, a atitude do Kleber (Jogador) na partida entre Palmeiras x Flamengo, realizado nesta quarta feira, 20/07, no estádio do Pacaembu em São Paulo poderia simplesmente ser evitado, pois a bola seria “devolvida diretamente pelo árbitro à equipe do Flamengo” sem que este ferisse o texto da regra.
Todavia o Fair Play não é tanto uma regra, mas sim uma atitude... Uma forma de jogar.
Por Valter Ferreira Mariano
Foto enviada pelo nobre amigo Roberto Gessner Jr. - árbitro da Federação Paranaense de Futebol - Brasil


Um comentário:

Zandick Junior disse...

mau carater esse kleber. Jogador mediano...