21 de fev de 2012

APRENDER SEMPRE!


PIERLUIGI COLLINA


Aprendemos em todos os momentos, em qualquer idade, durante toda sua existência.

Estamos na era da recuperação da dignidade da imagem do árbitro (regra 05). A palavra desta ordem é aprender sempre. A Carta Magna do Futebol e as técnicas de arbitragem estão em constante evolução. O árbitro precisa absorver e entender perfeitamente este processo, caso contrário, se tornará um árbitro obsoleto, sem a visão da dinâmica do jogo, sem o espírito e sem o conhecimento para sustentar o apito dentro do solo sagrado (campo de jogo – regra 01).

A sua mente deve estar aberta para receber novas informações. Lê e ouvir tudo que se escreve ou que se comenta sobre a arbitragem é um bom sinal de aprimoramento. Observar os companheiros de profissão também é um excelente meio de aprender, é como se vê no espelho, porém, muito cuidado, observar apenas os erros e comentá-los em público, é demonstrar complexo de inferioridade.

Aprender sempre significa melhorar seus relacionamentos pessoais e profissionais. O árbitro que seguir está linha de conduta poderá alcançar vôos mais altos dentro do universo da arbitragem.

Neste seguimento de transformação, é importante que o árbitro receba estímulos dos companheiros valorizando o empenho e a dedicação empregada no aprimoramento da nobre função. Será o estímulo que ira reforçar sua autoestima. Peça essencial do ego, do homem e do cidadão.

Desde tempo da escola de arbitragem, o árbitro deve observar explorar e organizar tudo que aprendeu e ter a consciência que o néctar da sabedoria está no aprender sempre.

Por Valter Ferreira Mariano 
Foto: site desconhecido - por isso não demos os devidos créditos.