3 de ago de 2011

Os heróis da várzea!

Arbitro: Ronnie Brandt Romanini
Como podemos definir o árbitro (regra 05) que apita futebol não profissional, o chamado futebol de várzea. Que adjetivo é mais apropriado. Herói! Ou simplesmente louco!

Eles geralmente deixam o aconchego de seus lares, nos domingos, antes dos primeiros raios de sol, mal tomam o café da manhã e já corre para não perder a primeira condução, e tudo isso para chegar sempre no horário, antes das equipes, nos campos de futebol espalhados este Brasil a fora.
São pessoas simples, porém dedicadas. Depois de vestirem a surrada roupa de árbitro e calçarem o velho par de chuteiras, digo de passagem, muito bem engraxadas, lá vão eles pra enfrentarem as mais diversas situações que uma partida de futebol pode proporcionar.
Uma boa parte destes “homens de preto” se quer concluíram o ensino básico ou até mesmo nem possui um diploma de curso de arbitragem de futebol. Apitam de coração. Com a coragem. Com a educação recebida dos pais, educação esta que resume à honestidade e ao respeito ao próximo. Do princípio de nunca prejudicar ou cometer injustiça.
São eles, sempre presentes nos campos de grama ou sem, de terra batida ou esburacada, com ou sem alambrados, com pequenos balaústres ou uma simples corda para separar a torcida enlouquecida querendo sempre o seu “couro”.
Campos de futebol localizados nas periferias das grandes cidades, em lugares em que até mesmo a polícia pensaria duas ou mais vezes antes de visita-los.
São estes árbitros que farão nas mentes dos futebolistas de fins de semana a alegria ou a tristeza. Pois a vitória veio apesar deles. E a derrota veio por causa deles.
Pessoas humildes, seres humanos, porém são árbitros de futebol. Verdadeiros heróis da várzea.
Por Valter Ferreira Mariano
Foto: álbum de foto da Copa Kaizer - futebol amador de São Paulo/Brasil

4 comentários:

MIANSAN disse...

CUANTA RAZÓN TIENES.
YO EJERCÍ DE ÁRBITRO DURANTE 32 AÑOS, ESTUVE DIRIGIENDO MUCHOS PARTIDOS DE REGIONAL SIN POLICÍA Y MUCHAS VECES LLEGABAN MIRABAN UN RATO Y LUEGO SE IBAN.
SIEMPRE DEFENDERÉ LA FIGURA DEL ÁRBITRO,ES Y SIEMPRE SERÁ UN AMIGO PARA MI.
SALUDOS DESDE ESPAÑA!!!!!!!!

O universo da arbitragem de futebol disse...

Alfredo escreveu:"Amigo..eu comecei apitando na várzea, mas lamentavelmente, os campos de várzea estão acabando..o texto é bom,,gostei, e eu apenas acrecentaria, que os árbitros também estão trabalhando, buscando uma condição melhor para suas famílias, mesmo com todo esse risco..um abraço e parabéns"

O universo da arbitragem de futebol disse...

Pao Barrionuevo (Argentina) comentou seu link.

Pao escreveu:"son los árbitros de fútbol. Los verdaderos héroes de la llanura de inundación.... esta parte esta muy buena...."

O universo da arbitragem de futebol disse...

Aqui no Rio de Janeiro tem muitos árbitros feitos na sala de aula que não quer apita na várzea porque lá e verdadeira escola dos verdadeiros árbitros, eu mesmo tenho um grupo de árbitros que apita muito na nossa várzea aqui no rio de janeiro, que ser chama AMIGOS DA ARBITRAGEM, temos um site simples e bastantes campeonatos para trabalha de segunda a segunda onde muitos pais de famílias tiram os seu sustento para seus filhos e suas despesas, aqui no rio tem amigos ou não que tem outros grupos que cobra taxas de 15% dos árbitros para trabalha com eles nas competições que eles organizam ou fazem a escala de árbitros, em minha opinião não pode cobra taxa para escala um colega que desempregado precisando do dinheiro para paga as suas contas no final do mês, mais tudo na vida e assim.

Mais uma vez estou dando os parabéns pelo a bela matéria no Blog

Att: Rogério Lucas - árbitro
Presidente do grupo AMIGOS DA ARBITRAGEM
Tels: 21 7854-7626 \ 8886-0289