25 de jul de 2012

CONCEITO SOBRE ARBITRAR UMA PARTIDA DE FUTEBOL


1 - Arbitrar futebol é agir de forma tática, não física;

2 - Arbitrar bem futebol é dar mais importância ao tático e não ao técnico;

3 - A técnica faz parte das ações de cada árbitro, mas é precedida de tomada de decisão, ou seja, arbitrar futebol, ainda sim, é claramente um raciocínio e ação tática;

4 - Entender o jogo é mais importante do que quantidade de sprints, distância percorrida ou o gesto utilizado.

Por Silvia Regina de Oliveira

24 de jul de 2012

ALIMENTAÇÃO DO ÁRBITRO DE FUTEBOL


Para realizar as tarefas da nobre função o árbitro (regra 05) tem que abrir mão de muitas coisas que por aventura possa gostar, uma delas é o tradicional churrasco de fim de semana com a família e ou com aos amigos.

Para ter um bom desempenho dentro do solo sagrado (campo de futebol – regra 01), existe certa interdependência entre uma alimentação balanceada e sua atividade física que irá exercer durante a partida.

Esta alimentação deve ser feita sempre que possível seguindo uma orientação de um nutricionista, entretanto podemos dizer que esta alimentação deve ocorre antes e depois da partida.

Ressaltamos a importância de não ir para jogo em estado de jejum, pois durante seu desempenho irá consumir muito carboidratos e na ausência deste seu corpo irá se utilizar de outra fonte de energia, por exemplo, as proteínas e este processo natural irá comprometer sua condição física de realizar a partida.

Para que o processo de alimentação seja completo procure fazer suas refeições (cinco por dia) diárias nos horários corretos, não exagerando, seu corpo depende destes alimentos, sua ausência poderá provocar fraqueza e indisposição, seu raciocínio será também afetado, sua visão do lance será desfocada e será vista sempre de longe, sua atuação estará condenada ao fracasso prejudicando o bom andamento da partida.

Também deve tomar cuidado para não ir pro jogo desidratado, os especialista indicam sempre que antes da atividade física deve-se ingerir bastante liquido independente de sentir ou não sede.

Como já dissemos acima é importante sempre seguir a orientação de um nutricionista que irá orientá-lo quanto a uma alimentação saudável que irá garantir seus objetivos sem prejudicar suas funções corporais e nem a nobre função.

Por Valter Ferreira Mariano

Foto (hidratação) Gety images

20 de jul de 2012

Analisando as escalas do brasileirão


Este fim de semana, chegamos à décima primeira rodada do campeonato brasileiro de 2012. Hora de fazer um balanço das escalas na série “A” da competição.

Primeiro, e como referência, vejamos a distribuição que existiu no ano passado ao término da competição levando-se em conta os estados dos árbitros.

REFERÊNCIA BRASILEIRÃO SÉRIE “A”2011

Há um ditado no futebol que diz: – Estado forte, arbitragem forte. Pois 2012 vem mostrando que o ditado é verdadeiro. Com o retorno de Ponte Preta e Portuguesa a primeira divisão, os árbitros paulistas, que já eram os mais escalados no Brasil, estão recebendo uma fatia maior do “bolo de escalas”.

Como a CBF mantém o critério de escalar árbitros locais em jogos envolvendo equipes paulistas (o mesmo ocorre no Rio de Janeiro mas não em todos Estados) e levando-se em conta que temos 6 equipes deste Estado na primeira divisão, são 30 jogos “garantidos” durante o brasileirão (mais jogos que a arbitragem de estados tradicionais como Minas Gerais recebeu durante o brasileirão de 2011).

A comissão abriu uma exceção para o clássico Palmeiras e São Paulo onde escalou Péricles Bassols (prevendo uma alternativa caso o campeonato termine como no ano passado) mas “devolveu” a escala na mesma rodada onde Wilson Seneme atuou no clássico carioca entre Fluminense e Botafogo.

O que impressiona é o número de árbitros paulistas que já apitaram, ou apitarão, a primeira divisão deste ano. Com a estreia de Leandro Bizzio Marinho no jogo entre Corinthians e Portuguesa neste fim de semana, a escola paulista chega a 10 árbitros na competição contra 7 em todo ano passado. Além de Leandro, mais 4 árbitros que não haviam apitado a competição em 2011 “estrearam” na elite do futebol nacional: Raphael Claus, Marcelo Aparecido de Souza, Antonio Rogério Batista do Prado e Flavio Rodrigues Guerra.

Para se ter uma noção da força da arbitragem paulista na competição, seus árbitros apitaram 27,3% dos jogos do campeonato (30 em 110) contra os 18,7% de 2011 (71 em 380). De um total de 38 árbitros utilizados pela CBF na série “A”, 10 são paulistas.

Já o Rio de Janeiro, segundo em escalas em 2011 surpreende negativamente. os Cariocas, até o momento só tiveram 3 árbitros escalados contra 7 do ano passado (Péricles Bassols, Marcelo de Lima Henrique e Wagner Magalhães). Com isso, sua porcentagem de escalas caiu de 15,5 % em 2011 para 11,8 % este ano.

O Rio Grande do Sul segue sendo a terceira escola em números de escalas mantendo 5 árbitros na primeira divisão e praticamente o mesmo percentual de aproveitamento (11,3% em 2011 contra 11,8 % agora).

O Paraná dá uma subida, muito provavelmente por poder contar com Evandro Roman desde o início da competição chegando à 10,9% dos jogos. Os paranaenses  são, agora,  a quarta força já que o Distrito Federal, após a debandada de seus principais expoentes – Sandro Meira Ricci (PE), Wilton Pereira Sampaio (GO) e José de Caldas Souza (TO) – que haviam apitado 10,3% (39 jogos) das partidas de 2011, este ano não  teve 1 escala sequer na elite.

No quadro abaixo, além da subida natural dos estados de Pernambuco (com a chegada de Ricci) e Goiás (com a chegada de Wilton), o que mais chama a atenção é o baixo aproveitamento dos árbitros mineiros. Minas Gerais caiu de 7,1 % para 2,7% de aproveitamento em 2012. Aqui, vale ressaltar a ausência de Alicio Pena Junior, um dos mais experientes árbitros brasileiros que aguarda nova oportunidade nos testes físicos.

Confira abaixo o quadro completo das escalas por Estados no ano de 2012 levando-se em conta, inclusive, a rodada vindoura deste fim de semana.


REFERÊNCIA BRASILEIRÃO SÉRIE “A” 2012 – somente Estados com escalas em 2011






OBS: Este blogueiro deseja boa sorte aos estreantes em 2012 deste fim de semana: Além do já citado Leandro Bizzio Marinho (SP) em Corinthians e Portuguesa, estreiam na competição como árbitros centrais Paulo Henrique Godoi Bezerra de Santa Catarina (Internacional e Atlético GO) e Edivaldo Elias da Silva do Paraná (Palmeiras e Náutico).


Por  Leonardo Gaciba

10 de jul de 2012

DICAS DE UMA BOA IMAGEM


A imagem do árbitro de futebol (regra 05) passa pela sua aparência, um corte de cabelo simples que não chame atenção, uma barba bem feita, um conjunto de roupa social, um sapato bem engraxado, uniforme bem arrumado e equipamentos limpos e bem cuidados, lembramos o árbitro sempre será o foco central antes, durante e depois da partida e por isso deve está bem apresentado.

Rafael Cesar Fernandes - Valter Ferreira Mariano - Graciana Fernandes Paganini 


Ao chegar ao estádio ou campo de futebol se apresente aos dirigentes de forma cordial, inicie bem o encontro com um aperto de mão seguro e firme, não exagerem na força, não é recomendado tapinhas nas costas e nem abraços, isso pode demostrar certa afinidade por este ou aquele dirigente, isso não é bom para imagem do árbitro.

Um sorriso reflete sua felicidade por esta neste jogo, o sorriso em si demostra o seu contentamento em ser o árbitro da partida e a felicidade trás bons fluidos e tira a ansiedade e a preocupação de mostrar que a escolha de seu nome foi acertada, porem não passe tempo todo sorrindo, esta atitude pode ser mal compreendida trazendo certo desconforto na relação com os jogadores durante a partida.

Sempre tenha uma boa dicção, fale sempre com um tom de voz onde todos possam compreender, não utilize de palavras ofensivas ou debochastes isso pode ser tornar uma arma contra sua arbitragem e trazendo problemas no relacionamento com os jogadores e seus treinadores.

Ouvir antes de falar é sinal de educação e humildade, mostra sua capacidade de ingerir uma possível critica durante a partida, mostra que não é uma pessoa afobada,

Seja sempre uma pessoa gentil e educada principalmente com seus companheiros de trabalhos, sempre utilize de frases simples que possam trazer harmonia ao local de trabalho, um simples bom dia, por favor, com licença e obrigado são palavras que traduz sua maneira de não ser achar que superior e sim uma pessoa amiga, disposto a dividir seu status de comandante com os demais companheiros.

Por Valter Ferreira Mariano

5 de jul de 2012

FIFA aprova uso da tecnologia para o gol; entenda como funciona


A FIFA anunciou que a tecnologia vai entrar em campo a partir do Mundial de Clubes-2012. Foi aprovado pela International Board (órgão que regulamenta o futebol) o uso do recurso eletrônico para confirmar se foi gol ou não. A bola (Regra 02) terá um chip e o aviso se a bola entrou ou não será enviado ao árbitro por um sistema de antenas.



O recurso será utilizado pela primeira vez no torneio no Japão, no fim do ano, com a presença do Corinthians, campeão da Copa Libertadores na noite de quarta, e o Chelsea, atual campeão da Champions. Depois, será utilizado na Copa das Confederações-2013 e na Copa do Mundo-2014, ambos no Brasil. Foram nove meses de avaliações em partidas na Inglaterra, Alemanha, Hungria e Itália.

Esta é uma mudança de rumo marcante na história de 127 anos da entidade, que não permitia o uso do recurso com a alegação de que isso tiraria a semelhança da modalidade com a vida e lhe tornaria sem sentimentos, pela precisão que passa a ter e o consequente fim de discussões --que serve para aumentar o envolvimento do torcedor no jogo.

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, foi contra durante anos, mas mudou a opinião pelos protestos por erros principalmente na Copa do Mundo-2010, na África do Sul, e na última Euro-2012, na Ucrânia e na Polônia.

Os jogos de futebol também poderão ter também cinco árbitros (um principal mais quatro auxiliares --um em cada fundo de campo e um em cada lateral do campo).

E o uso do véu nas partidas entre as mulheres também foi permitido. Isto era uma exigência dos países islâmicos, já que a peça é parte de sua rotina.

DOIS SISTEMAS

A marcação do gol (Regra 10) pela tecnologia poderá feita de duas maneiras neste momento, segundo a FIFA.

No método GoalRef, a tecnologia é por campo magnético. O sistema cria uma estrutura de ondas de rádio equivalente a uma cortina de luz --baixos campos magnéticos são produzidos em volta do gol. Assim que a bola com o chip cruza a linha completamente é detectada uma pequena alteração no campo magnético e o sinal de confirmação de gol (vibração e mensagem no relógio) é enviado ao árbitro, inclusive permitindo determinar a posição exata da bola.

O outro sistema é o Hawk-Eye, com tecnologia da linha do gol utilizando câmera. Utiliza de seis a oito câmeras de alta velocidade, posicionadas em ângulos diferentes em cada uma das extremidades do campo, para calcular a posição exata da bola. As informações das câmeras são transferidas para um software de vídeo e, a partir desses dados, o sistema gera uma imagem gráfica (3D) da trajetória da bola. Em menos de um segundo, o árbitro (Regra 05) e sua equipe são informados sobre a ocorrência ou não do gol.

Para usar, o interessado (organizador da competição, clube ou operador do estádio) depende da obtenção do licenciamento dos métodos pela entidade mundial, processo que começa a partir de agora. É preciso instalar no estádio e pedir a aprovação da FIFA. Só após o teste no local é que ele está liberado para uso. O custo de cada método não foi divulgado.