5 de jul de 2012

FIFA aprova uso da tecnologia para o gol; entenda como funciona


A FIFA anunciou que a tecnologia vai entrar em campo a partir do Mundial de Clubes-2012. Foi aprovado pela International Board (órgão que regulamenta o futebol) o uso do recurso eletrônico para confirmar se foi gol ou não. A bola (Regra 02) terá um chip e o aviso se a bola entrou ou não será enviado ao árbitro por um sistema de antenas.



O recurso será utilizado pela primeira vez no torneio no Japão, no fim do ano, com a presença do Corinthians, campeão da Copa Libertadores na noite de quarta, e o Chelsea, atual campeão da Champions. Depois, será utilizado na Copa das Confederações-2013 e na Copa do Mundo-2014, ambos no Brasil. Foram nove meses de avaliações em partidas na Inglaterra, Alemanha, Hungria e Itália.

Esta é uma mudança de rumo marcante na história de 127 anos da entidade, que não permitia o uso do recurso com a alegação de que isso tiraria a semelhança da modalidade com a vida e lhe tornaria sem sentimentos, pela precisão que passa a ter e o consequente fim de discussões --que serve para aumentar o envolvimento do torcedor no jogo.

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, foi contra durante anos, mas mudou a opinião pelos protestos por erros principalmente na Copa do Mundo-2010, na África do Sul, e na última Euro-2012, na Ucrânia e na Polônia.

Os jogos de futebol também poderão ter também cinco árbitros (um principal mais quatro auxiliares --um em cada fundo de campo e um em cada lateral do campo).

E o uso do véu nas partidas entre as mulheres também foi permitido. Isto era uma exigência dos países islâmicos, já que a peça é parte de sua rotina.

DOIS SISTEMAS

A marcação do gol (Regra 10) pela tecnologia poderá feita de duas maneiras neste momento, segundo a FIFA.

No método GoalRef, a tecnologia é por campo magnético. O sistema cria uma estrutura de ondas de rádio equivalente a uma cortina de luz --baixos campos magnéticos são produzidos em volta do gol. Assim que a bola com o chip cruza a linha completamente é detectada uma pequena alteração no campo magnético e o sinal de confirmação de gol (vibração e mensagem no relógio) é enviado ao árbitro, inclusive permitindo determinar a posição exata da bola.

O outro sistema é o Hawk-Eye, com tecnologia da linha do gol utilizando câmera. Utiliza de seis a oito câmeras de alta velocidade, posicionadas em ângulos diferentes em cada uma das extremidades do campo, para calcular a posição exata da bola. As informações das câmeras são transferidas para um software de vídeo e, a partir desses dados, o sistema gera uma imagem gráfica (3D) da trajetória da bola. Em menos de um segundo, o árbitro (Regra 05) e sua equipe são informados sobre a ocorrência ou não do gol.

Para usar, o interessado (organizador da competição, clube ou operador do estádio) depende da obtenção do licenciamento dos métodos pela entidade mundial, processo que começa a partir de agora. É preciso instalar no estádio e pedir a aprovação da FIFA. Só após o teste no local é que ele está liberado para uso. O custo de cada método não foi divulgado.

Nenhum comentário: