29 de mai de 2012

ÁRBITRO DE FUTEBOL OU DITADOR!


      Árbitro Inglês: Howard Melton Webb

Ser um árbitro de futebol é, para mim, uma pessoa diferenciada dentro da sociedade futebolística, longe de ser um ditador querendo impor sua autoridade a qualquer maneira.

O árbitro possui qualidades de sobre sair nas diversidades que a vida impõe quer dentro do solo sagrado (campo de jogo – regra 01) ou no seu cotidiano pessoal.

A capacidade de fazer cumprir a Carta Magna do Futebol (Livro de Regras) e suas diretrizes não se gabando em algo que não deveria ser considerado mérito por se tratar apenas do cumprir às suas atribuições.  

O árbitro, no entanto é na maioria das vezes visto como inimigo, uma pessoa sob olhar da desconfiança e condenado pela impressa quando de um suposto erro é cometido, a sua sentença de morte é desferida sem nenhuma consideração a este ser humano que por sua natureza humana o seu erro era para ser compreendido e aceito.

Dentro do solo sagrado se torna uma pessoa carente, nenhum jogador diz a ele uma palavra de gratidão ou de incentivo, de ajuda ou simplesmente a frase: “Pode fazer seu trabalho, pois confiamos em você!” Seria ao árbitro o alivio da metade da carga de responsabilidade que a sociedade futebolística o impõe e cobra dele em uma partida de futebol.

Mas suas qualidades estão sempre à prova, sua capacidade de reconhecer e ingerir rapidamente um erro lhe proporciona uma leitura justa e coerente em suas próximas ações, isso permite consolidar sua autoridade dentro do solo sagrado e não o transforma em um ditador querendo que todos sejam a ele submissos.   

Por Valter Ferreira Mariano

22 de mai de 2012

A SENSIBILIDADE DO ÁRBITRO DE FUTEBOL.


O árbitro de futebol é feito de facetas como o diamante, quando mais lapidado mais valioso ele fica.

Árbitro português Pedro Proença: sensibilidade na final UEFA Champions League 
Uma faceta do árbitro a ser lapidada é a faceta da sensibilidade, ou seja, a faceta de sentir o jogo de futebol, sua leitura e a dinâmica que os jogadores estão querendo, isso são estímulos externos ou internos que a partida está impondo.

A percepção aguda de visualizar os acontecimentos em sua volta quer do momento da sua indicação a entrega do relatório da partida lhe permite avaliar o grau de dificuldade que a partida tem de importância, quer de um simples amistoso a uma decisão Copa do Mundo
.
Sua disposição em relação ao jogo deve ser sempre dominada não deixando os comentários da sociedade futebolística lhe causar mal estar algum, não deve dar ouvidos as criticas nada favorável a sua indicação feita por este ou aquele clube que na verdade só quer justificar uma derrota antecipada de sua equipe transferindo a responsabilidade toda para arbitragem.

No entanto esta sensibilidade passa pelos sentimentos pessoais, sentimento de estar contente com a indicação, ser feliz mostra total controle emocional, isso é bom, é algo visível por todos, inspira bons ventos e dar ao árbitro a segurança que fará uma boa arbitragem.

A sensibilidade é um conjunto de emoções, sua suscetibilidade requer uma visão extremamente profissional de suas ações, ou seja, do conhecimento da Carta Magna do Futebol (Livro de Regras), da sua aplicação com imparcialidade, do ótimo preparo físico e do apoio da família, sem esta ultima todo este conjunto será como a edificação de uma casa sem alicerce.

Por Valter Ferreira Mariano

15 de mai de 2012

Homenagem Dia das Mães

CONHECIMENTO E POSICIONAMENTO, FATORES PARA BOA ARBITRAGEM.

Uma boa arbitragem passa sem duvida pelo conhecimento da Carta Magna do Futebol (Livro de Regras) e da mecânica do seu posicionamento dentro do solo sagrado (campo de futebol – regra 01) são estes dois fatores que deferência o simples árbitro do árbitro de ponta.

Não é necessário decorar a Carta Magna e sim entender cada uma das 17 regras e saber coloca-las em pratica quando necessário.

O conhecimento dará ao árbitro (regra 05) a destreza em aplicar a lei, não deixará a impressão que se utiliza de dois pesos com valores diferentes, esta aproximação de igualdade nas infrações deixa os jogadores satisfeitos, pois reconhece o critério de igualdade do árbitro, assim o jogo segue como deve ser desenvolvido, sem reclamação, fica mais vistoso e o fair play reina soberano na partida.


Árbitro: Valter Ferreira Mariano - conhecimento e posicionamento.

Seu posicionamento dentro do solo sagrado é fundamental para colocar seu conhecimento em prática, sua visão da jogada será sempre rica em detalhes que lhe permitira ter uma decisão justa e correta do lance. Este fator elevará ainda mais a segurança depositada pelos jogadores na arbitragem, quando de uma interversão verão que o árbitro esta bem próximo do lance e que sua decisão foi correta.

Entretanto este segundo fator requer um bom condicionamento físico, hoje o futebol é muito dinâmico e veloz, sem este preparo físico o árbitro não conseguirá está próximo das jogadas e poderá ter uma visão prejudicada e decisão equivocada levantando a irá deste ou daquele jogador (regra 03).

Porem este mesmo fator tem uma exceção à regra, ou seja, nem tudo que é preciso ver está próximo aos olhos, uma visão periferia do lance requer certa distancia, pois infrações (regra 12) podem ocorrem longe da posição da bola (regra 02) e o árbitro terá que se atentar para esta possibilidade.

Resumindo, conhecimento e posicionamento são fatores que possibilitarão ao árbitro o seu reconhecimento pela sociedade futebolística como um simples arbitro ou arbitro de ponta.

Por Valter Ferreira Mariano

8 de mai de 2012

MÃE


Por que falar mal de uma pessoa que não se conhece? Atacando com adjetivos não agradáveis? Simplesmente em situação onde ela nem este presente?

Esta é a mãe do árbitro de futebol, sempre ovacionada e rotulada com estes adjetivos. Mas por que tanto rancor contra um ser divino, será que este que a rotula nunca teve o prazer de ter mãe, mesmo que seja a mãe de criação.

Todavia não importa o quanto escrevemos para reverencia-la sempre haverá aquele que ira nos contradisser, mas, vamos falar da parte boa deste assunto, mãe não é apenas ter o nome dela em nossos documentos pessoais é ter alguém para abraçar quando no momento ruim não há ninguém que se apresenta para dar este abraço, mas ela estará lá de braços abertos esperando para consolar e enxugar nossas lagrimas.

Ela é um ser divino, quer sempre o bem dos filhos mesmos quando não são compreendidas em algumas decisões, mas pode ter certeza ela só quer o bem.

Ser mãe é uma tarefa de grande grau de dificuldades, pois cuidar de uma casa entre aspas não é difícil, mas colocamos junto a esta missão a tarefa de cuidar dos filhos, educá-los para uma sociedade consumista cheia de coisas ruins, ensinar o que é preciso para se tornar uma pessoa de respeito no futuro próximo, ensinar a ter cuidados com certos relacionamentos e principalmente não chegar perto do mal do século as drogas.

É apenas uma pequena mostra dos afazeres que a mãe possui e ela nunca reclama de ser mãe pelo contrario ela ama ser mãe.

Neste dia que o calendário coloca a mãe em evidencia faça este dia ser o mais completo para ela, não deixe de levantar da cama e dar um simples abraços, pois com toda certeza para ela não será um simples abraço tenha certeza disso.

Por Valter Ferreira Mariano